O Dono da Noroeste! Bandeirante mantém a freguesia do AEA e vence o Dérbi Noroestino 2020 Parte 1!

 


Eu sei. Tava difícil segurar a emoção e a ansiedade depois de tantos meses de espera por causa da pandemia do COVID-19 pra chegar esse momento. Mas finalmente esse momento tinha chegado, era hora do primeiro Dérbi Noroestino do ano que foi marcado para a Pedronera. E quem esperava que o roteiro seria tão inacreditável depois daquela vitória importantíssima em Andradina? O AEA que vinha de duas derrotas seguidas e estava já em crise com a demissão do técnico Fábio Silvério e protestos da torcida contra o presidente Tatu enquanto que o Bandeirante estava embalado com duas vitórias seguidas e líder isolado na tabela.

O técnico André Alves não fez muitas mexidas no time já que estava dando muito certo a escalação nos dois últimos jogos. Já a AEA com o novo técnico João Paulo Medeiros não teve muito tempo pra treinar o time tanto pro jogo contra o Andradina quanto pro jogo contra o Bandeirante. Mas ainda acreditavam que por ser clássico regional onde tudo poderia acontecer, poderiam fazer frente ao Leão da Noroeste. 

E foi exatamente isso que aconteceu. O primeiro tempo começou com os dois times sentindo o estresse que é jogar um Dérbi Noroestino pela primeira vez nas suas vidas. Ambos jogadores de BEC e Araçatuba tomaram decisões afobadas nos primeiros minutos, porém o Bandeirante sofreu um pouco mais por jogar mais com a bola no esquema do André Alves. Pra piorar, o calor forte de Birigui era um peso pros jogadores. 

Passando dos 10 minutos, o Bandeirante conseguiu botar a bola no chão e partiu pra cima. Dois minutos depois, um bom cruzamento do Claudevan para João Vitor que partiu pra cima dos jogadores do Canarinho, encontrou um espaço pra passar a bola na esquerda pra um Tatá livre de marcação que abriu o marcador com um chute forte no canto direito do goleiro araçatubense Celso. Um a zero Leão da Noroeste.

Ao resto do primeiro tempo, no entanto, o gol bandeirantino parece que motivou os jogadores da AEA a partir pra frente. O jogo ficou igualado com cada time tendo a sua grande chance e os goleiros Barbato e Celso tiveram que trabalhar bastante. E quando o jogo ficava mais igualado, mais faltosa a partida ficava e o juiz do jogo já começava a se perder principalmente na falta dada pro AEA em que ele mesmo sofreu a infração. Na minha opinião, eu não gostei muito desse fim de primeiro tempo em que justamente por essas faltas além da arbitragem começar a se enroscar e picotar o jogo, a dinâmica do jogo foi prejudicada (principalmente pro Bandeirante). 

Entretanto, o segundo tempo aguardava uma baita surpresa. Mal deu pro Araçatuba respirar e o Bandeirante intensificou as chegadas no ataque. Aos quatro minutos, o Tatá que tinha feito o primeiro gol tricolor lá aos 12 do primeiro tempo, cobrou o lateral na esquerda, recebeu de volta a bola que tinha tirado um defensor do AEA, se livrou de um defensor rival, cortou esse mesmo defensor e mais um outro jogador adversário, achou o lugar certo, mandou uma curva espetacular no ângulo do goleiro Celso que tentou chegar lá mas nada pode fazer. Golaço de categoria do camisa 7 tricolor e 2 a 0 Bandeirante logo no início do segundo tempo. 

O segundo gol do BEC praticamente fez o Araçatuba entrar em parafuso e desespero enquanto o Bandeirante aproveitou os buracos que a defesa araçatubense deixou pra tentar ampliar o placar. Com isso, o AEA estava tão a frente tentando fazer o primeiro gol que já não tinha mais defesa na sua própria área e o Leão aproveitou os contra-ataques. A pressa do AEA era tanta que por uns momentos tivemos cenas lamentáveis onde num lance de falta normal, alguns jogadores do Bandeirante e do Araçatuba se enroscaram e o juiz em vez de tentar acalmar os ânimos, foi distribuindo cartões pra aumentar os ânimos e completar a não tão boa atuação do juiz nesse jogo.

Quase nos momentos finais, ainda teve um pênalti pro BEC sofrido pelo reserva Agnaldo naqueles contra-ataques que a AEA não tinha quase ninguém marcando na sua defesa. Era a chance de fechar o caixão do Canarinho. O mesmo Agnaldo foi pra bola, mas Celso defendeu com os dois pés o chute rasteiro do camisa 17 bandeirantino na linha dos 11 metros. Foi passando o tempo, o Bandeirante no final do jogo só se prezou a administrar o resultado embora ainda chegou algumas vezes enquanto o Araçatuba não foi capaz de passar pela linha de defesa formada por Iury, Léo Cruz, Gabriel Bahia e Félix. 

Veio o apito final e a alegria tomou contra do Pedrão e de milhares de casas onde passava o jogo em Birigui e região. O Bandeirante vencia o jogo por 2 a 0, manteve a freguesia pro lado araçatubense, a ponta isolada e a invencibilidade de três vitórias em três jogos e o mais importante: manteve o posto de dono da Região Noroeste que é seu por direito até o dia 14 de Novembro onde tem a segunda parte desse Dérbi Noroestino, agora no Adhemarzão em Araçatuba. E no sábado tem outra batalha difícil, enfrentar o América de Rio Preto na Pedronera já que o América vem de derrota contra o Andradina com gol sofrido no último minuto da partida que terminou alguns minutos antes de terminar o do Leão da Noroeste. Vai ser difícil, mas pra cima deles Leão!

Avante Bandeirante! 

Observações:

Observação 1: Quero parabenizar a TV Rádio BEC pela grande transmissão do jogo com a grande participação da lenda André Liranço (por sinal, meu professor de educação física por muito tempo no Instituto Noroeste) nos comentários. Foi muito legal ver o Liranço comentando e foi até muito bem nas análises. 

Observação 2: Dois momentos engraçados marcaram esse jogo. Primeiro, a "gafe" do início do jogo onde esqueceram de pausar o hino nacional depois da primeira parte e tocaram ele inteiro. 

E segundo, os bravos torcedores da Leões da Vila improvisaram um trio elétrico de arquibancada pra ver o jogo já que não podia entrar por causa do protocolo anti-COVID. E claro, os torcedores bandeirantinos fizeram isso respeitando todas as regras de cuidado. A façanha rodou o Interior e virou notícia em alguns portais no Twitter como Corneta Caipira e William Castro.

Link das notícias: (https://twitter.com/cornetacaipira/status/1321540595026956290 / https://twitter.com/William_Castro/status/1321557792247918595)


ERRATA

O meu texto sobre a história do Dérbi Noroestino do dia 24 de Outubro foi passado ao pessoal da TV Rádio BEC e ao nosso presidente Ademir Wellington de Oliveira (Bizi) no programa A Bola da Vez do dia 26 de Outubro dessa semana. O presidente alegou que a informação estava errada e que o Bandeirante tinha muito mais vitórias que o Araçatuba do que na minha primeira contagem. 

Pois bem, eu assumo que eu errei na contagem e por isso eu fiz uma recontagem de todos os jogos oficiais do Dérbi Noroestino. Na nova contagem temos o seguinte histórico: 

Jogos: 22 (se não contar os duelos da Série A2 em 1982 e 1983) ou 26 (se contar os duelos da Série A2 em 1982 e 1983). 

Bandeirante: 11 Vitórias 
Araçatuba: 6 Vitórias 
Empates: 5 Empates  

Jogos em questão: 

Copa Paulista (na época Copa Bandeirantes)

1999 - Bandeirante 2-2 Araçatuba/Araçatuba 2-1 Bandeirante

Série A2

1982 - existiu, mas incompleto

1983 - existiu, mas incompleto

1985 - Bandeirante 3-0 Araçatuba/Araçatuba 0-0 Bandeirante

1986 - Araçatuba 0-2 Bandeirante/Bandeirante 1-0 Araçatuba

1990 - Araçatuba 1-1 Bandeirante/Bandeirante 1-3 Araçatuba

1991 - Araçatuba 5-0 Bandeirante/Bandeirante 0-0 Araçatuba

2002 - Araçatuba 0-2 Bandeirante

2004 - Bandeirante 3-0 Araçatuba/Araçatuba 0-1 Bandeirante

2005 - Bandeirante 2-1 Araçatuba/Araçatuba 0-0 Bandeirante

2006 - Araçatuba 2-5 Bandeirante/Bandeirante 5-2 Araçatuba

Série A3

Nunca se enfrentaram.

Paulistão Sub-23/Segunda Divisão

2013 - Araçatuba 2-1 Bandeirante/Bandeirante 1-3 Araçatuba

2016 - Bandeirante 1-4 Araçatuba/Araçatuba 3-4 Bandeirante

2020 - Bandeirante 2-0 Araçatuba

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Motivos para achar que Bandeirante x Penapolense é um clássico maior do que muitos acreditam não ser.

Caiu o invicto! Bandeirante joga mal, perde a primeira no ano em Osvaldo Cruz e vai pro "tudo ou nada" na Pedronera quarta!

Não tá morto quem peleia! Bandeirante joga mal, perde pro Grêmio Prudente no Prudentão e outra vez apostará na Pedronera para conseguir o acesso!