Grande decisão! Bandeirante vence o São José no primeiro duelo da final e precisa de apenas um empate pra ser campeão!


Após uma grande comemoração pelo acesso conquistado no jogo contra o Grêmio Prudente, restava agora a grande decisão contra o São José onde que os dois times já tinham cumprido o seu objetivo principal. E eu tive o grande prazer de assistir essa final como parte da imprensa, lá no camarote do Bandeirante no meio das salas de imprensa da Pedronera. Vou contar o que aconteceu.

Primeiro, eu vou falar da minha chegada a minha área. Foi tudo tranquilo, recebi minha credencial e o meu colete da imprensa (que pra variar, não cabia), assinei um papel falando de um relatório do COVID e passei muito álcool gel nas mãos. Foi uma organização e um controle muito bem feito por parte da Federação como tem que ser pra evitar o menor contágio possível. A tribuna reservada para o Bandeirante como era no meio do estádio, a visão era ampla do gramado todo e até tinha algo que lá embaixo eu não sentia: batia vento e tinha menos calor que nas arquibancadas (porém pra isso eu tinha uma toalhinha ao lado). Deixaram uma bandeja de frutas, uma bolachinha e lá no corredor tinha o cooler onde tava cheio de água geladinha. 

Bom, o jogo começou com o Bandeirante escalado com Douglas no lugar de Iury que tomou quatro jogos de suspensão por causa da confusão no jogo contra o Osvaldo Cruz (agora vai cumprir até com gosto, porquê jogou a partida que tinha que jogar, o do acesso). De resto, todos os outros jogadores nas suas posições como sempre. 

Logo no início, o Danillo Romão sofreu um choque contra um jogador do São José e acabou sentindo o braço num acidente de trabalho. Teve que sair pra entrada do Pedro Favela e é desfalque pro jogo de volta lá em São José dos Campos. Como nos jogos anteriores na Pedronera, o Bandeirante sempre jogou pressionando o adversário porém faltava aquela troca de passe categórica pra levar a bola pro gol do goleiro Matheus Lopes. No entanto, quase no fim do primeiro tempo, o BEC finalmente acertou o passe e fez o primeiro gol aos 45 do segundo tempo quando Tatá deu um chute forte, o goleiro joseense deu rebote e Mendes em posição legal abriu o placar pro Leão.

Não deu nem pra comemorar o primeiro gol. No lance seguinte, Danilinho aproveitou uma desatenção da meiúca do São José, avançou até a entrada na área e mesmo marcado por dois jogadores, chutou cruzado no canto direito de Matheus Lopes e abriu 2 a 0 no placar. No segundo tempo, o time visitante foi para o ataque já que não tinha outra opção e o Bandeirante tentou jogar no erro do time do Vale do Paraíba. 

A defesa do BEC teve que trabalhar muito, assim como Gabriel Barbato. Primeiro foi a chegada de Bruno Luka que o goleiro bandeirantino saiu bem pra fazer a defesa, depois foi mais uma cabeçada do mesmo Bruno Luka que Barbato se esticou pra fazer mais uma defesa. A terceira chance veio com Meneghel que chuta forte e o mesmo Barbato tirou de soco a bola. Entre esses lances, Neto Alexandre ainda perdeu um gol incrível por cima do travessão. Estava mais perto o primeiro gol do São José que o terceiro do Bandeirante. 

Parecia que o resultado ficaria por 2 a 0 mesmo, até que depois de tanto martelar e a defesa do Bandeirante impedir, o São José consegue o gol que diminuía o placar com Dener Germano após um bate rebate na zaga do BEC aos 48 do segundo tempo. Após isso, o juiz apitou o fim do jogo e o resultado ficou de bom tamanho para o Leão da Noroeste porquê manteve sua invencibilidade na Pedronera e tinha feito sua lição de casa. 

Agora basta um empate no Estádio Martins Pereira em São José dos Campos para ser campeão depois de quase vinte anos (daqui alguns dias vai se fazer 19 anos do título da Copa Paulista de 2001 contra o União Barbarense). O São José por causa da melhor campanha no geral, tem que vencer por qualquer placar. 

Já que o objetivo principal já foi conquistado, vamos dar tudo agora nesse jogo decisivo no Vale do Paraíba pra trazer esse troféu pra Birigui. 

Pra cima deles Leão! Avante Bandeirante!

















 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Motivos para achar que Bandeirante x Penapolense é um clássico maior do que muitos acreditam não ser.

Caiu o invicto! Bandeirante joga mal, perde a primeira no ano em Osvaldo Cruz e vai pro "tudo ou nada" na Pedronera quarta!

Alívio! Bandeirante arranca empate heroico em Jaú e à custa de outro empate na quarta pode eliminar o Galo da Comarca!