O pulso ainda pulsa! Bandeirante consegue classificação épica contra o Osvaldo Cruz e está "a dois passos do Paraíso"!


Como diz a música daquela famosa banda, o Bandeirante está "a dois passos do Paraíso". Mas hoje foi mais do que um jogo, foi uma prova total de superação, empenho, personalidade e resistência pra todo mundo que veste esta camisa pesada e que tá na busca de voltar aos tempos de glória. Parecia que uma hora eu achava que tava tudo perdido. Vinte e quatro horas depois, eu estou lá vibrando e quase chorando uma classificação muito sofrida mas muito merecida.

Antes de falar do jogo, eu vou falar de contexto. O Leão da Noroeste sentiu um duro golpe quando descobriu que teve um imprevisto enorme na véspera do jogo. O cenário da Pedronera antes do jogo era de desespero. O presidente Ademir Wellington de Oliveira estava completamente chocado com os resultados dos testes, mas tentou ao máximo agir para diminuir os prejuízos. Segundo o regulamento da FPF, um time de futebol tinha que ao menos botar 14 jogadores em campo (11 titulares e 3 reservas) para não tomar um WO já que os próprios clubes assinaram pra não adiar jogos. O Bandeirante conseguiu achar 15 jogadores que deram negativo e foi pro jogo com um mistão.

O técnico André Alves não tinha opções comparada a derrota no domingo em Osvaldo Cruz, teve que se virar com o que tinha. Nos lugares de Luciano Vovô, Léo Cruz, Gabriel Bahia, Danillo Romão, Mendes, Kitinho e Flávio, entraram: Douglas, Iury, Fábio Júnior, Pedro "Favela", Danilinho, Agnaldo e Wellbinho. Iury e Danilinho tinham jogado em Osvaldo Cruz mas entraram no segundo tempo. A grande novidade foi a volta de Tatá ao banco de reservas mesmo ainda se curando da lesão no tornozelo (deve estar liberado de vez para as semifinais).

O jogo começou como se esperava, Bandeirante tomando a iniciativa e Osvaldo Cruz todo encolhido na defesa. O Leão se quisesse sonhar com classificação, tinha que fazer um gol logo no início do jogo. E foi exatamente isso que aconteceu. Dezoito minutos de jogo, escanteio cobrado por Danilinho na medida pra Favela cabecear no primeiro poste graças ao espaço que Lucas Porfírio (aquele do chute no rosto do Kitinho na ida) deu com medo de não fazer falta e o BEC abriu o placar. Um a zero.

A partir daí, o Bandeirante fez o seu jogo e botou a bola no chão enquanto a partida voltava a ficar muito faltosa. Pressionou muito a meta do goleiro Kinzel e por falta de sorte não aumentava o placar enquanto que o Osvaldo Cruz não criou nenhuma chance na meta de Barbato. O técnico rival, João Martins, fez três mexidas e botou ofensividade no time. 

Mas aí aparece um velho "amigo" do Bandeirante esse ano: o gol marcado no início do tempo. Dois minutos do segundo tempo, jogadaça de Agnaldo cortando a defesa do Osvaldo Cruz e chute forte que o goleiro Kinzel bateu roupa. A bola sobrou pro iluminado Danilinho que soltou uma porrada no meio do gol e fez o segundo tento do BEC no jogo. O Leão da Noroeste precisava apenas do 1 a 0, mas acabou virando o agregado e dando um gigantesco passo rumo a classificação.

No entanto, dez minutos depois o Osvaldo Cruz consegue diminuir o placar. Wilton chutou a bola numa tentativa cara a cara, Barbato defendeu, Daniel recuperou a bola que foi recebida por Mosquito. O camisa 11 chutou no canto e o arqueiro bandeirantino infelizmente, aceitou. 2 a 1 e o Azulão seguia vivo. 

Do gol até os momentos finais, foi uma verdadeira prova de resistência do Bandeirante pra segurar o adversário. Só restava apelar aos contra-ataques e jogar no erro do adversário com a vinda de Jean Brasília e Claudevan. Porém aos 41 minutos do segundo tempo, um lance capital determinou o resultado do jogo. Hiago que criava todas as jogadas do Osvaldo Cruz, deu uma solada em Claudevan e diferente do árbitro do jogo de domingo, não pipocou e deu o vermelho direto de forma justa.

A partir daí, o Bandeirante só precisava administrar o resultado e ainda fez uma mexida importante que foi a volta de Tatá aos gramados no final do jogo mesmo que seja pra ganhar tempo. Quando o juiz apitou o fim do jogo, a alegria tomou conta da Pedronera e de toda Birigui. O Bandeirante está a apenas dois jogos de conseguir o tão sonhado acesso para Série A3 depois de perder vinte jogadores por COVID e só jogando com o que tinha disponível. Uma aula de superação, muita dedicação e muito amor a camisa. André Alves abraçou todo o time e chorou a grande e merecida classificação.

Infelizmente esse momento teve que ser interrompido graças a postura covarde e pilantra de meio time e comissão técnica do Osvaldo Cruz que se recusou a aceitar que perdeu o jogo e foi descontar a derrota na violência e na porrada. O massagista do Osvaldo Cruz covardemente tentou atacar jogadores e membros da comissão técnica do Bandeirante enquanto que o goleiro reserva do mesmo agrediu meia gente do BEC e ainda deu uma "bolachada" criminosa nas costas do Paraíba (um dos nossos gandulas mais famosos). O juiz expulsou o massagista e o goleiro reserva além do Iury que infelizmente embarcou dentro da confusão. E pra piorar, a Polícia não fez nada em questão, nem tentou defender com escudo. Postura lamentável tanto da Polícia quanto do Osvaldo Cruz. 

Muito bem. Já temos adversário definido para a grande batalha valendo o acesso. Como era de se esperar, será o bom time do Grêmio Prudente que conseguiu virar o duelo contra o Mauá em Presidente Prudente após perder o jogo de ida na Grande São Paulo. Os dois times se enfrentaram antes da Bezinha acontecer, um empate e uma vitória do BEC. Agora é pra valer, valendo uma vaga na Série A3 do Paulistão. Mas volto a falar, que o jogo de ida em Prudente e a volta na Pedronera seja jogado e decidido única, simplesmente e exclusivamente na bola porquê nós do Bandeirante não aguentamos e não toleramos mais posturas com as que o XV de Jaú e o Osvaldo Cruz tiveram nessa Bezinha. Que o futebol vença independente de quem subir. 

Faltam só duas batalhas. Nada de descanso, pessoal. E que tenhamos força total pra essa semi.

Pra cima do Grêmio Prudente, Leão! Hoje, agora e mais do que nunca, Avante Bandeirante!
 

Comentários

  1. Parabéns Bruno!!!É isso aí.Avante Bandeirantes!!O leão vai rugir🦁🦁🦁🦁

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Motivos para achar que Bandeirante x Penapolense é um clássico maior do que muitos acreditam não ser.

Caiu o invicto! Bandeirante joga mal, perde a primeira no ano em Osvaldo Cruz e vai pro "tudo ou nada" na Pedronera quarta!

Não tá morto quem peleia! Bandeirante joga mal, perde pro Grêmio Prudente no Prudentão e outra vez apostará na Pedronera para conseguir o acesso!